O DIA EM QUE NÃO DESAPARECI.

OI PESSOAS!


  Acordei com o despertador do relógio de punho que estava no criado mudo. Me levantei rapidamente, fui para o quarto do meu filho e abri as cortinas para que o pequeno acordasse. No nosso quarto meu marido também acorda, vai para o banheiro e desaparece. 

  Fui para a cozinha, fiz a vitamina do garoto, entreguei em suas mãos, e enquanto ele bebia eu abri a janela para tentar prever como ficaria o tempo até 12h30 e assim escolher qual tipo de uniforme vesti-lo. E depois de levar ao banheiro e vestir, despachei a criatura para o pai levar pra escola.

  Preparei meu dejejum, comi assistindo ao jornal da manhã, tomei um banho completo, arrumei as camas, lavei a louça, comecei a adiantar o almoço. A mais nova acordou. Abri a janela do seu quarto e ela sorriu (como sempre). Troquei suas fraldas e vestimentas, levei para a cozinha, preparei e dei sua fruta amassada com farinha de cereais.

  Brinquei por mais ou menos meia hora com minha fofurinha, a deixei no chão com seus brinquedos e fui terminar o almoço.

  Sobrou um pouco de tempo. Brinquei mais com a mais nova na varanda, dei um pouco de peito e assim caiu no sono novamente. Aproveitei os 30 minutos antes do pequeno furacão chegar com o pai da escola para fazer algo no blog.

  Chegando o tufão chorão, levei ao banheiro, dei comida, a menor acordou, dei comida aos dois enquanto me alimentava também. Papai ao começar a comer desaparece.

  Lavei a louça, limpei a sujeirada deixada pelos dois, escovei nossos dentes, molhei as plantas. Troquei a fralda de cocô da menina.

  O marido do nada aparece e volta para o trabalho, brinquei, brinquei e brinquei com o menino, o arrumei para a natação e lá fomos nós.

  Chegando lá vi que a menor dormiu no carrinho. Enquanto espero, termino de ler uma das revistas que assino. Acabou a aula, seco a criatura, a irmã acorda, voltamos todos pra casa, super acordados. No caminho compramos figurinhas no jornaleiro.

  Em casa faço o lanche dos dois e como algo também. Atendo ao pedido para assistir TV no quarto e aproveito para ver algo do meu interesse na sala. Não acho nada. Faço o jantar. Vou para o computador e termino de editar um vídeo. O fim de tarde está agradável. Proponho de ficarmos cantando na varanda. Proposta aceita e também colamos as figurinhas no álbum.

  Ficamos por lá até a hora da refeição da noite. Comemos. Dou banho nos dois na banheira grande (adoram tomar banho juntos) e visto seus pijamas. Papai chega e brinca com os dois. Vai para o banheiro e desaparece de novo.

  Assisto à novela e escuto que Gabriel reapareceu no chuveiro. Nossos filhos perturbam a vida dele no banheiro durante o banho. Ele termina e se veste, vai pra cozinha comer algo e desaparece.

  As crianças estão estressadas de sono. Faço um leite para o meu loirinho beber. O pai reaparece, escova seus dentes, ajuda a fazer xixi, lê  uma história e coloca pra dormir. Dou peito para a fofolete e executo a missão quase impossível de fazê-la pegar no sono.

  Meu companheiro vai ao banheiro, desaparece, reaparece e escova os dentes, vai para a cama e desaparece novamente. Assim que termino minha função vou para a suíte também. Tomo banho, faço todo o ritual de higiene e beleza, me visto e vou para a cama. Quando me posiciono para dormir meu marido aparece, me dá um beijo de boa-noite e some. Eu durmo.


  E por um dia EU não desapareci do mundo.




Clique aqui e se inscreva no canal do youtube!

Clique aqui e curta a página do facebook!

Clique aqui e me siga no instagram!

Beijão e fiquem com Deus.
  

  

2 comentários:

  1. Ufa canseira garota!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber que eu não sou a única que corro assim... todo santo dia, menos sábado e domingo!! aí eu deixo para meu esposo rsrsrs no final de semana eu descanso.

    ResponderExcluir

Comentários: